23 de out de 2009

Busca pelo conhecimento em Software Livre

Um pequeno esforço é esperado por pessoas que querem (ou precisam) aprender ou manter uma atividade em informática. Por exemplo, administradores de rede, sysadmins tem grande desafio em se manterem  atualizados e poderem assim oferecer níveis de serviços de melhores, seguros e sempre disponíveis. Esta busca se dá de diversas formas, por exemplo, lendo livros, RFC's, buscando na internet etc.

Uma outra maneira de fazer isso e ainda de forma mais divertida, é através de encontros com a comunidade. Este último modelo de aprendizado trás o benefício do envolvimento e a troca de informações de forma mais empíricas que o modelo tradicional.
Considero, portanto, os eventos de Software Livre uma forma importante de conhecer pessoas, ver novas realidades e assim descobrir formas novas de resolver problemas. Este ano, no evento da Latinoware, pessoas como Julio Cesar Neves (oficina de shell), João Eriberto Mota Filho (oficina de empacotamento Debian), Felipe Augusto van de Wiel (traduções do Debian), Jon "Maddog" Hall (projeto Cauã), demonstraram técnicas e informações importantes em suas áreas.  
Certamente, alunos e o público que viram estas oficinas/palestras cresceram muito em sua área de conhecimento. Perceba que um um mundo em evolução e constante mudança a questão da atualização é fundamental. Outros assuntos importante que observei estão relacionados com Cartografia, Software Livre em Inclusão Digital, sustentabilidade com Broffice, uso das TICs no Brasil (nic.br), mapeamento com OpenStreetMap, Gimp para mentes criativas, desenhos livres com Inkscape, automatização e gerenciamento de configurações Unix/Linux com Puppet, Moodle, Django, etc.

Mais de 100 assuntos (uma estatística) estão sendo tratados em 3 dias de Latinoware o que abre um leque grande de oportunidades de novos conhecimentos e ampliação de network.